Samarco não cumpriu plenamente ações emergenciais para conter lama, diz Ibama

A Mineradora Samarco não cumpriu plenamente ações emergenciais e prioritárias para conter a lama que vazou da Barragem de Fundão em novembro do ano passado, em Mariana, Região Central de Minas. É o que consta no relatório do Comitê Interfederativo do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), apresentado na última quarta-feira, em Brasília.De acordo com o Ibama, de um total de 11 medidas definidas para minimizar o impacto da tragédia, sete não foram atendidas e quatro cumpridas parcialmente. O relatório afirma ainda que a lama continua vazando e alerta que a situação pode piorar com a chegada do período chuvoso.

Powered by WPeMatico

Esta entrada foi publicada em Noticias nacionais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.