Parceiros da China ficam alarmados com controles à importação de alimentos

Pequim, 20 – Parceiros comerciais de Pequim mostram-se alarmados com os planos da China de exigir inspeções intensivas de importações de alimentos, mesmo de itens de baixo risco como vinho e chocolate. Os Estados Unidos e a União Europeia afirmam que isso poderia gerar um custo de bilhões de dólares no comércio para o país.A regra poderia inflamar as tensões com o governo do presidente dos EUA, Donald Trump, que prometeu elevar tarifas sobre importações da China e da União Europeia.Pela regra chinesa, que deve entrar em vigor no início de outubro, cada remessa de alimento deve exigir um certificado de um inspetor estrangeiro que confirma que ela atende aos padrões chineses.

Powered by WPeMatico

Esta entrada foi publicada em Noticias nacionais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.